Sua Adesão
Acelera a Mudança

que vai garantir facilidade de comunicação entre 7,5 bilhões de pessoas dividas por mais de 7 mil idiomas, finalmente unidas pela língua mágica!

SAIBA MAIS

Nossa
Missão

Somos um grupo multinacional de pessoas dedicadas a ajudar jovens, famílias e comunidades em várias partes do mundo a desenvolver seus potenciais através da comunicação global, superando as dificuldades e as barreiras linguísticas entre os povos.

Belos Sonhos Sim! Pesadelos Não.

Finalmente, após meio século de esforço de seu criador e o apoio ainda tímido de alguns homens e mulheres de boa vontade, Fasile21 surge como a nova língua extraordinariamente construída para resolver o mais terrível problema da Humanidade: a falta da língua auxiliar eficaz tem sufocado e comprometido dramaticamente as relações entre os membros da imensa família de seres-humanos.

É possível ao ser humano a criação da super língua, a língua inteligente ideal, sem as dificuldades presentes nas línguas naturais, e destinada a todos os povos?

 Com certeza. As pessoas realmente esclarecidas não contestam a ideia. As línguas foram natural e empiricamente criadas pelo próprio homem. Contudo, ao longo dos séculos improvisaram-se soluções diante de necessidades momentosas, como "embarcar" no avião, ou atribuindo gênero a coisas (o livro, a casa). 

Por outro lado, a História aponta interferências linguísticas, seja no resgate de línguas mortas, como o hebraico, ou a restauração do islandês, as elaborações do sânscrito e do filipino.

Fasile21 é mais fácil de aprender do que as línguas em geral? 

Apesar de Fasile21 ser a primeira língua que nos livra da infernal decoreba de listas de palavras e de regras, exceções e sinônimos inúteis (o que permite adquirir imenso vocabulário sem esforço), o tempo para aprendizado depende da motivação do estudante. Após um dia de estudo é suficiente para ler e compreender alguns textos. Fasile21 deve ser, no mínimo, cem vezes mais fácil que o Esperanto e mil vêzes mais fácil que o Inglês.

Qual seria, portanto, o ponto forte do que podemos chamar "super língua“? 

Na realidade são dois pontos fortes, no mínimo. Além da praticidade, talvez a maior virtude seja a Lógica, a evitar penosas memorizações de inúmeras exceções, sinônimos e palavras desnecessárias. Ao descobrir como viabilizar o procedimento, conseguimos o que ninguém conseguira no decorrer de séculos: tal estrutura que criativamente estimula a dedução segura do vocabulário e da “gramática" segundo regras incrivelmente fáceis.

Teria sido um processo a exigir extraordinárias paciência e dedicação? 

Sem dúvida. Procuramos garimpar pepitas de ouro entre cascalhos. Consultamos também pela Internet, após termos esgotado a bibliografia especializada. Ao final, elaboramos diversos anteprojetos em cada uma das grandes áreas: Morfologia, Fonética/Fonologia, e Sintaxe, sempre e inexoravelmente submissos à racionalidade extrema, à universalidade, ao sentido prático. Este último justificando assimetrias e aparentes ilógicos.

Em 1.999, com a publicação do livro Projeto da Língua Mundial, iniciamos a etapa coletiva do projeto. Ao contrário das iniciativas anteriores, que apresentaram trabalhos prontos ou intocáveis, optamos por apresentar uma concepção inicial, aperfeiçoável ao longo do tempo. Muito provavelmente foi a atitude que fez a diferença!

Adotar uma língua mundial não significa o fim das línguas e culturas existentes? 

 A situação atual claramente realiza a extinção completa. Temos o dever de salvá-las adotando Fasile21 como segunda língua para todos, auxiliar nos contatos e atividades internacionais. A criamos para derrubar as barreiras linguísticas, sem as quais o mundo será bem melhor! Em contato com falantes de outras línguas não mais agiremos quais surdos e mudos, a despeito de podermos ouvir e falar. 

Quando e onde surgiu a ideia de criar Fasile21? 

Após termos publicado diversos artigos, sobretudo na imprensa de Porto Alegre, em 1.974 editamos A Língua das Nações, o primeiro livro em Português, especial e inteiramente destinado a divulgar o Esperanto, começamos a identificar suas deficiências. Em 1.990, já conscientes da gravidade do problema, por dever de consciência resolvemos iniciar o trabalho no sentido de apresentar novo projeto, ao qual nos dedicamos até o presente momento.

Você pode citar características de Fasile21 com relação ao Esperanto? 

Fasile21 indica o objeto direto de modo prático, eficaz e criativo. Seu vocabulário básico compõe-se de raízes monossilábicas, como bel.i (belo) e lov.e (amor). É desprovido de prefixos. Fonética e fonologicamente atualizado. Tais princípios trazem inúmeras vantagens na composição de novas palavras, menores e não coincidentes com vocábulos pré-existentes, homônimos e homógrafos.

O sistema verbal de Fasile21 apresenta maiores simplicidade e capacidade de expressão, de acordo com novos critérios de minimalização de recursos e maximalização de resultados que elaboramos em longas e demoradas pesquisas e experiências efetivadas em tempo integral e dedicação exclusiva.

Então Fasile21 não usa fonemas complicados como tch, ts, dj, e h fortíssimo? 

Nem combinações que favoreçam o uso de próteses sonoras, como, em Português, na palavra psicologia, pronunciada pissicologia por muitos. A pronúncia em Fasile21 flui com o máximo de facilidade. Necessidade, ciência e linguística dizem-se nide, ike, e lingike. Compare-os aos equivalentes em Esperanto: neceso (netsesso), scienco (stsientso) e lingvistiko, longos e difíceis para pronunciar.

Quer dizer que Fasile21 é mais racional?

Sem dúvida. Fasile21 indica melhor, e mais produtivamente, o gênero dos substantivos, viabilizando a identificação prévia de substantivos comuns, seres vivos, seres inanimados e gêneros. Os adjetivos, sempre com final –i, não variam inecessáriamente em gênero, número e grau. Implementamos novos conceitos, como o de ideia completiva, tix.ar: ensinar, tix.at.ar: aprender.

Como será o mundo quando todos pudermos nos comunicar por meio da língua inteligente? 

Não apoiamos a imposição da língua única em andamento. Esperamos que os povos adotem Fasile21 de modo a viabilizar a comunicação global e inteligente, a nos livrar do sacrifício de tempo e dinheiro. Simplesmente aprenderemos a língua de comunicação mais ampla, inteligente, que atuará como a ponte linguística entre os povos. A superar o maior problema de logística existente na Terra, a impedir a comunicação eficaz entre os indivíduos da espécie homo sapiens.

Quantas pessoas estão envolvidas com Fasile21? 

Neste momento constituimos um grupo internacional em permanente crescimento. Desconhecemos a quantidade porque jamais pedimos donativos, nem identificamos ou cadastramos a totalidade dos colaboradores ou interessados. Desde o início do projeto apelamos a todos para que avaliassem Fasile21 e propusessem os aperfeiçoamentos que julgassem necessários.

A língua mundial funcionaria exclusivamente na Internet? 

Esperamos que Fasile21 seja utilizada em todas as situações de contato entre pessoas de diferentes idiomas tão logo pessoas, grupos, sociedades e empresas aceitarem este instrumento de facilidade como a língua da Nova Terra! Graças a existência de Fasile21, dispomos todos da língua inteligente, complementar às nossas línguas maternas. Em consequência, as línguas de menor projeção, cujo alcance limitado determina e apressa sua morte, poderão ser salvas da extinção!

Concebida para servir como instrumento neutro, auxiliar, supranacional e suprapopular, a língua de todos nós não retira a identidade linguística de ninguém. Estimula, isto sim, a emancipação dos povos, mediante sua integração com os demais. 

Analogia:
O projeto evolui em espiral, em direção ao alto. O último círculo percorrido, o presente, passa um pouco acima do anterior e, aos poucos, graças à colaboração internacional, devemos atingir a realização do sonho!

Participe!

Voluntarize sua energia, talentos e recursos para levar inspiração e esperança a quem precisa. 

DESCUBRA O QUE FAZER
Share by: